27 setembro 2015

[Resenha] Dez Coisas Que Aprendi Sobre o Amor - Sarah Butler

Sinopse - Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?

A história é narrada em primeira pessoa e os capítulos possuem perspectivas alternadas entre os dois protagonistas.

Como pode duas pessoas que não se conhecem ter tanto em comum? 

Alice e Daniel são personagens que vivem com arrependimentos e mágoas causadas pela vida. 

Alice vive viajando, tentando se manter o mais longe possível de casa. Sempre sentiu-se estranha e que não se encaixava na família. Mas ela precisa voltar. Voltar para lidar com um pai doente que está morrendo. Voltar para lidar com o passado.

Daniel é um homem que sabe muito bem o que é perder tudo. No presente, as pessoas não o veem ou o tratam mal, pois é um morador de rua. Um fantasma que vive com suas próprias assombrações. E a maior delas é não ter tido a oportunidade de conhecer a própria filha.

Dez coisas que aprendi sobre o amor é uma história de perdão e segundas chances. Fala sobre lidarmos com o passado para seguirmos em frente e nos ensina que às vezes, o melhor que fazemos é aproveitar o presente.


0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |