11 maio 2015

[Resenha] Boa noite, estranho - Detetive por acidente - Jennifer Weiner

SinopsePara Kate Klein, que, meio por acaso, se tornou mãe de três filhos, o subúrbio trouxe algumas surpresas desagradáveis. Seu marido, antes carinhoso e apaixonado, agora raramente está em casa. As supermães do play-ground insistem em esnobá-la. Os dias se passam entre caronas solidárias e intermináveis jogos de montar. À noite, os melhores orgasmos são do tipo faça você mesma. Quando uma das mães do bairro é assassinada, Kate chega à conclusão de que esse mistério é uma das coisas mais interessantes que já aconteceram em Upchurch, Connecticut, nos últimos tempos. Embora o delegado tenha advertido que a investigação criminal é trabalho para profissionais, Kate se lança em uma apuração paralela dos fatos das 8h45 às 11h30 às segundas, quartas e sextas, enquanto as crianças estão na creche. À medida que Kate mergulha mais e mais fundo no passado da vítima, ela descobre os segredos e mentiras por trás das cercas brancas de Upchurch e começa a repensar as escolhas e compromissos de toda mulher moderna ao oscilar entre obrigações e independência, cidades pequenas e metrópoles, ser mãe e não ser.


Kate está longe de ser uma mulher de subúrbio. Sua vida de jornalista em Nova York acabou e agora ela se encontra em Upchurch, mãe de 3 crianças e com um marido ausente.

"Quando eu e as crianças passamos pelos portões de cercado branco, entrando no playground, vimos 4 mulheres usando o mesmo tom de rosa-escuro de batom,; quatro mulheres incrivelmente bem cuidadas, de forma física impecável, com uma aparência de que tudo pode. Cada uma delas tinha uma bolsa de fraldas estampadas em seda, com monograma bordado (...) As mulheres deram uma olhada nos meus trajes (calça de brim larga, manchada de calda, tênis borrado de tinta de colorir, uma camiseta de mangas compridas do meu marido (...), meu cabelo desgrenhado, meu rosto lavado (...)" (p. 13-14)


Ser convidada por Kitty Cavanaugh, a epítome do seu oposto foi uma grande surpresa. Kate fica mais surpresa ainda ao chegar na casa de Kitty com seus três filhos e encontrar a anfitriã morta!  

“(...) Dois diplomas em literatura inglesa, uma carreira na cidade de Nova York, e foi aqui que eu vim parar, na porta de uma quase estranha, num subúrbio elegante e afastado de Connecticut, com os cabelos despenteados e uma sacola cheia de pirulitos para suborno, arrastando três crianças com menos de 5 anos. Como isso aconteceu? eu não conseguia explicar. Ainda mais a parte de engravidar dos meninos quando Sophie só tinha 7 semanas (...) (p. 11-12)”


Narrado em primeira pessoa, Kate nos a investigar o que aconteceu com Kitty Cavanaugh e quem é o culpado por tal atrocidade. Com muito humor, inteligência e perspicácia, Kate é sem sombra de dúvida uma detetive por acidente que deu certo!

0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |