14 abril 2015

#SemanaPecaminosa - a autora Gisele Souza







BiografiaGisele Souza nasceu em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, em 01 de maio de 1987. Leitora compulsiva, apaixonada por livros, filmes e séries. Começou a se aventurar no mundo da escrita em 2013 e assim encontrou sua verdadeira vocação. "Inspiração" é seu primeiro romance publicado. Considera-se uma pessoa simples com uma vida descomplicada, casada e mãe de um menino lindo de cinco anos. 

Um pouquinho sobre mim:
Não gosto muito de me definir, mas podemos começar dizendo que sou uma pessoa simples. Tenho 27 anos, sou natural de Volta Redonda, Rio de Janeiro. Casada há seis anos, tenho um filho pequeno que é o amor da minha vida. Sou apaixonada por livros desde que me entendo por gente. 
Minha vida não foi muito tumultuada ou cheia de aventuras. Terminei o ensino médio em 2005 e não me interessei por nenhuma área para cursar faculdade. Casei-me com 20 anos e tive meu filho com 21. Eu descobri de repente minha carreira como escritora. E investi tudo nela. Encontrei minha vocação! Inspiração é meu primeiro livro publicado em formato digital.

Tenho gostos simples e básicos. Adoro ler livros de todos os gêneros. Não sou de sair, prefiro ficar em casa assistindo um bom filme com meus meninos. Amo músicas de Rock, Pop a Românticas. Adoro cinema. 

O que espero do futuro é ser feliz e manter essa carreira que tanto amo.


Links de venda do Pecaminoso:

Saraiva: aqui
Loja da Charme: aqui
Cultura: aqui
Cia dos Livros: aqui
Página de autora: aqui
Página no skoob: aqui



Entrevista: (Perguntas elaboradas por Débora Favoreto)


Como surgiu o desejo de lançar um livro?

Caramba, difícil isso! (risos) Eu nunca fui uma pessoa de grandes sonhos, desejos “impossíveis”, mas tudo que eu me disponho a fazer vou até o fim, procuro realizar o melhor e, a partir do momento que eu decidi escrever, eu quis lançar meu livro. Queria que as pessoas conhecessem a história que criei e graças a Deus deu tudo certo. Tive o apoio do meu marido, que mesmo não sendo muito ligado à literatura, ele esteve e está ao meu lado a cada passo que dou. E isso é muito motivador.

Como se sente com a receptividade das pessoas que leram Pecaminoso?

Nossa, confesso que tive, tenho e vou ter muito medo das reações. Pecaminoso é um livro erótico, mesmo tendo romance e humor, ele tem partes bem quentes que pode não agradar muitas pessoas. E eu tenho, ainda, muita dificuldade com isso. Mesmo sabendo que nunca conseguirei agradar todo mundo, busco isso e algumas vezes me decepciono. E muitas vezes me surpreendo. Caramba, quando “testei” o livro no Wattpad e as pessoas elogiavam, pediam por mais eu ficava em êxtase, era surreal. Aquilo me motivava, dava uma inspiração tremenda de continuar. E agora, com o livro publicado pela Editora Charme, já tive leitores que leram, gostaram e me procuraram dizendo que amaram, se apaixonaram... É uma sensação indescritível, um sentimento de dever cumprido, de um trabalho bem feito. É muito bom!

Por favor, fale um pouco sobre o livro Pecaminoso.

Bem, é difícil definir o livro. Ele é tão encaixadinho que se bobear eu conto spoiler sem querer. O nome surgiu diretamente do protagonista, Blake é arrogante, egocêntrico, intenso, lindo... Um verdadeiro pecado. E isso é muito dito entre os dois. Eu achei um nome legal para um livro erótico, é instigante e diferente (pelo menos não vi nenhum livro com esse nome). A história gira em torno da Isabella que ao terminar a faculdade de administração está à procura de um emprego na área de RH e é indicada para uma vaga de secretária na empresa que Blake é o CEO. Logo na entrevista, ela vê que não será fácil estar no mesmo ambiente que o carrasco (como ela o chama carinhosamente), mas segue em frente e é efetivada na empresa. E como bônus, podemos dizer assim, uma situação inusitada acontece, porém, logo depois, ela percebe que se tornou um erro e resolve dar o troco. Só que a vida tem uma maneira de nos dar uma rasteira. Blake se vê enredado nas teias da morena, e se encontra viciado.
Os encontros dos dois são muito bem-humorados e quentes. Adorei escrever cada linha.


Você se inspirou em alguém para criar os personagens (Blake e Isa)?

Então... (risos) é complicado. Quando escrevi o conto do Pecaminoso foi uma maneira de “treinar” a parte hot da minha escrita que até então era mais “leve”. Blake foi criado estritamente da minha imaginação, claro que eu tenho um personal personagem, mas nada que seja uma inspiração em si. Para pensamentos, eu perguntei muito ao meu “personal”. Tipo: Homem pensa assim? Fala assim? Um homem faria isso?
Agora para a Isa... (risos). Ela é uma mistura. Queria fazer uma mulher impulsiva, que não leva desaforo para casa, que sabe o que quer e pega. Desinibida e boca dura, além de muito bem-humorada! Mas inspiração em si não são, eles meio que são mistura de personalidades.

Quais os avatares que pensa quando fala deles?

Ahhh, isso é demais! Quando escrevia o livro eu me inspirei muito nas fotos do Justin Clynes. Na expressão facial, corpo... Enfim, ele era o Blake. Agora fico um pouco dividida com o cara da capa, Reider Robert. Ele “encarnou” tão bem o Blake que meu coração dá uma balançada. (risos).

A Isa sempre foi a Victoria Justice, o rosto inocente, alta, magra, cabelos escuros e uma beleza comum.

O que é mais difícil na vida de um escritor?

Pra mim é aprender a conviver com as críticas, tanto positivas quanto as negativas. Tem que saber tirar o melhor de cada uma. Não se deixar “flutuar” com os elogios, manter os pés no chão e fazer o melhor. E não levar para o lado pessoal as negativas.

Está envolvida em algum novo projeto?

Sim! Os projetos não acabam, graças a Deus. Além de dar continuidade à série Inspiração, eu estou escrevendo um livro novo, diferente do que estou acostumada, mas não tanto e estou amando. É uma delícia escrever coisas novas. E procuro diversificar nos gêneros. Amo!

Qual escritor considera de leitura obrigatória?

Vixi, agora complicou! (risos).
É difícil dizer apenas um, mas vou tentar. Acho que dos autores internacionais, J. R. Ward. Eu amo a série da Irmandade da Adaga Negra, é uma mistura de gêneros, situações. Perfeita! E dos nacionais, amo os livros da Maribell Azevedo. A escrita dela é de muita sensibilidade, qualidade e romance. Sou romântica de carteirinha e muito fã.

Deixe uma mensagem aos leitores.

Quero agradecer a todos que me acompanharam até aqui, aos que me incentivaram a escrever Pecaminoso. Aos que me ajudaram nessa jornada, que ficaram felizes pela minha conquista. Espero poder sempre surpreendê-los, fazer novas histórias, novas paixões. Sou grata por cada carinho. E a cada novo leitor, tenho um novo amigo. Obrigada por dividirem essa paixão comigo.




0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |