27 abril 2015

[Resenha] O beijo - Bruxos e Bruxas - Livro 04 - James Patterson, Jill Dembowski


Sinopse - No quarto livro da série Bruxos e Bruxas, Whit e Wisty, agora membros do Conselho, estão tentando reconstruir a cidade depois de derrotar O Único Que É O Único, o vilão mais malvado do mundo. Quando tudo parece correr bem, surge uma nova ameaça, personificada na figura do cruel Rei da Montanha. Ele é um mago indestrutível, que deseja a todo custo dominar a cidade. Sem água e prestes a ficar sem alimentos, a população conta com os irmãos Allgood para sobreviver. A aventura e o suspense fazem o leitor prender a respiração a cada vez que um capítulo termina. Mas, com um título como esse, não poderia faltar romance no novo livro de James Patterson... Wisty está encantada pelo jovem Heath, que compreende tão bem os seus dilemas afinal, ele também é um bruxo. Talvez Wisty possa se unir a Heath na guerra contra o Rei da Montanha. Mas o que será que Whit acha disso? Se você ama romance, mistério e ação, O Beijo é o seu livro! Páginas muito intensas, desfechos surpreendentes... Mais uma prova de que James Patterson é o maior autor da sua geração.



"O Beijo" é o quarto livro da série Bruxos e Bruxas e apresenta os eventos que aconteceram logo após a derrota do "O Único". Seria motivo de comemoração eterna ter derrotado o pior inimigo de todos os tempos, mas é claro, os irmãos não tem uma folga. 
Ao tentar reconstruir o governo, novas pessoas tentam surripiar o poder. Em paralelo, o Rei da Montanha está bloqueando o fornecimento de água da cidade e sequestrando crianças. 
Mas nem tudo é notícia triste em "O Beijo". Wisty tem um novo pretendente, o Heath, um rapaz misterioso e muito envolvente. E Whit está tentando recomeçar a sua vida sem a sua namorada fantasma, mas Célia ainda insiste em aparecer.
Apesar da história ser light e envolvente, é impossível não perceber como o tema se repete durante toda a série. Entram novos personagens, ocorrem novos romances, mas não diferem muito do anterior. 
O novo golpe, o novo vilão e os novos romances, mas um enredo semelhante.
A escrita continua rápida e ágil, com capítulos curtos e alternando narração entre os personagens.


"- Você não desiste nunca, né?

- E como eu poderia? - Byron dá de ombros. - O que eu posso dizer? Você com certeza marca com a sua presença, Wisty Allgood." (p. 299)

0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |