07 março 2015

[Quadrinho] Persépolis - Marjane Satrapi


Persépolis - Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita - apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa.

Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares.
Em Persépolis, o pop encontra o épico, o oriente toca o ocidente, o humor se infiltra no drama - e o Irã parece muito mais próximo do que poderíamos suspeitar.




Conflitos? Guerras? Traição? Crises juvenis? Nada disso serviu de breque para a escritora Marjane Satrapi. Nesse emocionante livro (em quadrinhos) que conta grande parte da trajetória de sua vida, desde sua infância com os pais, passando pela adolescência e terminando em sua maturidade. Parece pouco? Não termina ai! Imagine todos os problemas familiares que ocorrem a uma pessoa comum. Agora adicione a privação que a religião islâmica pode causar em uma criança, mais a solidão de ser exilada na Europa pois seus pais temem que você morra em seu país de origem (Irã)? 

Marjane Satrapi nos comove com toda sua fibra e integridade mesmo nos momentos em que sofria diversos preconceitos, por ser jovem, por ser mulher, por ser revolucionária e por ser iraniana.

Aprenda os valores da integridade, da moral, do orgulho de seus país por essa comovente e, por diversas vezes, hilária história de uma vida real, contada aos olhos de quem presenciou a morte e os devaneios da juventude.


Marjane Satrapi nasceu em Rasht no Irã em 22 de novembro de 1969. Quando tinha nove anos, testemunha a queda do Xá, o início da Revolução Islâmica e a guerra com Iraque, sofrendo com as grandes transformações de costumes e relações sociais do Irã. Com a ditadura religiosa imposta no Irã, Marjane vai à Viena, onde mora durante quatro anos e depois retorna ao Irã, onde cursa artes plásticas na Universidade de Teerã e retorna à Europa, morando em Paris aonde trabalha como artista plástica. Em 200o começa a publicar Persepolis, uma série de quatro livros de história em quadrinhos, autobiográficos, narrando desde a sua infância, a história, os costumes, as relações familiares e sociais no Irã no período de 1978 até os anos 90. Além da história de seu país, Marji nos conta a história que muitas crianças e jovens viveram nos anos 80 e 90, com toda a busca por liberdade e os gostos culturais desta época. Devido ao grande sucesso, Persepolis, foi traduzido em vinte línguas e adaptado para o cinema, com a própria Marjane Satrapi na direção com o apoio do francês Vincent Paronnaud. No Brasil, os quatros livros que compõem Persépolis foram pulicados em um único volume pela editora Companhia das Letras.

Texto por Vitor Almeida

Vitor será o colunista de quadrinhos do Floreios & Borrões.

0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |