15 outubro 2014

[Vida de Escritor] Nick Farewell - Por Matheus Peleteiro



Costumamos vangloriar escritores de fora. É habitual para nós que chamemos de “grandes” os autores internacionais, os best-sellers de frente de livraria, e assim, deixamos de provar o doce sabor do novo, do nosso.

Lhes convido a esta coluna, assim como os cariocas da banda Medulla convidaram, “Vem cá ver que o novo é bom”.

E é aqui, nessa nova coluna sobre autores nacionais, que vim vangloriar um dos nossos, e por incrível que pareça, ainda vivo. Já que costumamos engrandecer autores apenas postumamente.

Nick Farewell, a recomendação do dia, já foi redator publicitário, professor, e em meio a isso, se tornou escritor. Nasceu na Coréia do Sul, mas pôde facilmente ser chamado de Brasileiro, a partir do momento em que, cedo, veio a residir em São Paulo, escrevendo seus romances, em português e dizendo ter adquirido em sua essencia, em seu coração, a nacionalidade.

Nick já lançou quatro livros, entre eles “Manual de sobrevivência para suicidas”, “Mr. Blues & Lady Jazz”, “Uma vida imaginária” e sua obra mais bem sucedida, “GO”.

A obra chamou a questão, por levar ao pé da letra o seu titulo, “GO”. GO é um chamado, um chamado para a vida. Abordando questões existenciais, adequando um romance a imprevisibilidade e dando a ele uma “trilha sonora”, Nick o tornou seu mais vendido livro.

Seu personagem principal, de nome não revelado durante a obra, vive os diversos mistérios da vida, passa por dificuldades financeiras, ideológicas, afetuosos, mas vê que, a vida é uma tragédia, mas também, poesia.

Posso apostar que todo leitor ira se identificar em algum momento com a obra. Os medos as frustrações, o eterno medo de não se tornar nada, a esperança, a vontade, o desejo de viver, o grito contra o conformismo, a sede de viver. Tudo isso, quando adaptado ao personagem; cru, verborrágico e cruelmente sincero, vão te conquistar, ao menos, me conquistaram.

“Sou apenas um ser humano como você, tentando encontrar uma saída. Sou apenas um homem com uma incerteza do tamanho do universo tentando encontrar um motivo para continuar vivendo. 
E o meu direito, o meu único direito, será tentar. Isso, nunca, ninguém poderia tirar de mim.”
Nick Farewell – GO.


“GO” caminha para se tornar um fenômeno da juventude, traduzido para o Coreano, receberá em breve uma versão cinematográfica. 
E algo me diz que não será a única obra de sucesso do Nick...



(Nick Farewell By Nick Farewell) Pode parecer estranho, mas nasci na cidade de Chuncheon que fica na Coréia do Sul. Migrei para o Brasil em 1985 e desde então sou brasileiro. No lugar onde mais importa: coração. Antes que você estranhe mais ainda sobre o meu nome, digo que Nick Farewell é um nome que eu ganhei da vida (contarei essa história no tempo oportuno). Estudei engenharia mecânica (POLI-USP) mas me formei em publicidade e propaganda (ECA-USP). Já fui professor, proprietário de loja especializada em HQ, executivo de multinacional, redator publicitário mas nunca consegui deixar de ser eu mesmo. Às vezes idiota, às vezes brilhante, também nunca consegui abandonar o meu único objetivo de vida: a vida. Deve ser por isso que você se identifica comigo. Temos algo em comum. E é por isso, por incrível que pareça, escrevemos a mesma história.
Livros do autor:
GO - Skoob.
Manual de Sobrevivência Para Suicidas - Skoob.
Mr. Blues & Lady Jazz - Skoob.
Uma Vida Imaginária - Skoob.

1 comentários:

  1. Muito linda a coluna e o texto sobre o escritor. Uma amiga me recomendou Go logo assim que comecei meu blog literário, mas não tive a chance de ler o livro e nem conhecer nada mais profundo sobre o autor, agora vou ler, com certeza.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    http://vivianeblood.blogspot.com.br/2014/10/resenha-outlander-viajante-do-tempo.html

    ResponderExcluir

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |