24 outubro 2014

[Resenha]: Incendeia-me - Trilogia Estilhaça-me - Livro 3 - Tahereh Mafi

Sinopse - O destino do Ponto Ômega é desconhecido. Todas as pessoas com quem Juliette se importa podem estar mortas. Talvez a guerra tenha chegado ao fim antes mesmo de ter começado. Juliette foi a única que restou no caminho d O Restabelecimento. E sabe que, se ela sobreviver, O Restabelecimento não sobreviverá. Entretanto, para destruir O Restabelecimento e o homem que quase a matou, Juliette vai precisar da ajuda de alguém em quem nunca pensou que pudesse confiar: Warner. Enquanto eles lutam juntos para combater o inimigo, Juliette descobre que tudo que ela pensava saber sobre seu poder, sobre Warner e até mesmo Adam era uma mentira.




O tão esperado final da trilogia não deixou a desejar. Começando pela protagonista, Juliette, que passou a maior parte dos livros sendo um personagem assustado e com medo de tudo: medo de seus poderes, de seus sentimentos e de si mesma. Em "Incendeia-me" ela aparece mais forte, mais segura e até mesmo confiante em alguns trechos.


"Palavras, eu penso, são criaturas muito imprevisíveis. Nenhuma arma, nenhuma espada, nenhum exército nem rei um dia será mais poderoso que uma frase. As espadas podem cortar e matar, mas as palavras vão golpear e ficar, enterrando-se em nossos ossos para virarem corpos mortos que carregamos para o futuro, sempre cavando e sem conseguir arrancar seus esqueletos de nossa carne".


E é claro, dois outros personagens que todos os fãs da saga não conseguem deixar de comentar: Warner e Benji. Enquanto Warner traz intensidade em suas cenas, Benji ameniza com o poder da amizade verdadeira. Essa troca de sensações que vem junto com os personagens deixa a trama incrível e sem dúvida, viciante.

Apesar de toda a construção dos personagens, houve um certo deslize no tema central: a história terminou de maneira abrupta e até mesmo um pouco depressa demais.


"É um beijo pesado e inacreditável. É o tipo de beijo que inspira estrelas a subirem ao céu e iluminarem o mundo. O tipo que demora para sempre e não demora tempo algum. As mãos dele estão segurando minhas bochechas e ele se afasta apenas para me olhar nos olhos e seu peito está arfando quando ele diz “eu acho”, ele diz, “que meu coração vai explodir” e eu desejo, mais do que nunca, saber como guardar momentos assim e revisitá-los para sempre".

0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |