08 setembro 2014

[Resenha] O Resgate - Nicholas Sparks



Sinopse - Confrontado com situações de extremo perigo, Taylor McAden, bombeiro voluntário, expõe-se até ao limiar do perigo. Denise é uma jovem mãe solteira, cujo filho de cinco anos sofre de um inexplicável atraso de desenvolvimento e a quem ela devota a sua vida numa tentativa de o ajudar. Mas o caso vai aproximar estes seres. Numa noite de tremendo temporal, Denise sofre um acidente de automóvel e é Taylor quem vem socorrê-la. Embora muito ferida, a jovem depressa toma consciência de que o filho já não se encontra na sua cadeirinha do banco traseiro. Taylor irá até ao fim de uma angustiante noite de buscas para o encontrar. Foram tecidas as primeiras malhas que os irão unir - o pequeno Kyle desabrocha ao calor da ternura daquele homem. Denise abandona-se à alegria de um amor nascente. Mas Taylor tem em si cicatrizes antigas, que o não deixam manter compromissos de longa duração. Nicholas Sparks, esse talentoso contador de histórias, intervém com a sua magia redentora e a sua inigualável capacidade de aprofundar a complexidade das relações e dos afetos.

Nicholas Sparks é figurinha chave quando o assunto é drama e romance. Não existe meio termo com ele: os leitores o amam ou não. 

Em "O Resgate" conhecemos Denise, uma mulher extremamente forte que ama seu filho de uma maneira linda. Kyle é um garotinho de cinco anos com dificuldades na fala que os médicos não conseguiram diagnosticar. É um menininho fofo e apaixonante.

Taylor é um homem emocionalmente bloqueado e não faz muitos esforços para melhorar essa situação. 

Conforme a sinopse explica, Taylor irá socorrer Denise em um acidente e a partir daí o caminho dos dois estão entrelaçados...


"Ela sentiu um frio no estômago. O medo clareou apenas um pouco sua mente". (pág. 33)


Os personagens como sempre são cativantes e a história é emocionante. 

Romance, drama e muitas, muitas emoções.... "O Resgate" mescla  tudo isso.


"Nenhuma delas sabia o que aconteceu na noite em que seu pai morrera. Ninguém além de sua mãe sabia a verdade". (pág. 286)



0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |