21 maio 2014

[Resenha] Enders - Lissa Price


Sinopse - Depois que a Prime Destinations foi demolida, Callie pensou que teria paz para viver ao lado do ir- mão, Tyler, e do amigo, Michael. O banco de corpos foi destruído para sempre, e Callie nunca mais terá de alugar-se para os abomináveis Enders. No entanto, ela e Michael têm o chip implantado no cérebro e podem ser controlados. Além disso, o Velho ainda se comunica com Callie. O pesadelo não terminou. Agora, Callie procura uma maneira de remover o chip – isso pode custar sua vida, mas vai silenciar a voz que fala em sua mente. Se continuar sob o domínio dos Enders, Callie estará constantemente sujeita a fazer o que não quer, inclusive contra as pessoas que mais ama. Callie tem pouco tempo. Obstinada por descobrir quem é de fato o Velho e desejando, mais que tudo, uma vida normal para si e para o irmão, ela vai lutar pela verdade. Custe o que custar. 


O primeiro livro deixou os leitores na expectativa para uma continuação espetacular. Apesar de "Enders" ter um bom enredo, ele não chega a ser incrível. 

A Prime Destinations foi fechada mas nem tudo são mar de rosas. Helena garantiu a Callie, seu irmão e Michael o máximo de conforto possível mas como alguém que viveu na miséria pode fechar os olhos diante do cenário desfavorável de outros jovens?

Além disso, o Velho não iria deixar a situação do jeito que está e simplesmente desistir de tudo. A boa e velha vingança está de volta e cabe a Callie fazer o possível e o impossível para manter todos a salvo.

“Estava com saudade de Tyler. Hyden me convenceu de que o risco de fazer outro contato pela aerotela era grande demais. E eu não sabia se aquilo dificultaria a situação para nós dois no final. Era mais fácil não ouvir a voz de meu irmão, porque eu conseguia me concentrar no que tinha de fazer. Resgatar os Metais”. (p. 83)

O livro traz uma boa história e Callie é uma protagonista cativante, com seu jeito protetor e guerreiro ao mesmo tempo. Apesar disso, houve momentos em que Callie fica se lamentando demais e a história se torna cansativa.

Foi um bom desfecho, mas aqueles leitores que se tornaram fãs no primeiro livro poderão ficar um pouco decepcionados.

Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um bom trabalho. A capa combina com a do livro anterior, com o brilho e tudo mais e chama a atenção.

“- Quer dizer que... você sentiu pena de mim? - Não. – Os olhos dele encontraram os meus. – Eu me apaixonei por você”. (p. 257) 

1 comentários:

  1. Oi,amadinho!
    Acredita que essa série não me chama qualquer atenção. Nunca me interessei por ela apesar das belíssimas capas. Eu gosto da maneira como você a apresenta, mas não sei se a colocaria na lista de leitura atual. Dessa vez deixo passar!
    Bjs!

    Zilda Peixoto
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |