16 fevereiro 2014

[Resenha] "O Visconde Que Me Amava" - Julia Quinn


Sinopse - "A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva. Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele. Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração".


Minha opinião - No segundo livro da série família Bridgerton, a autora foca no filho mais velho Anthony, seus receios e medos e em Kate.

Inicialmente, o leitor acompanha a infância feliz de Anthony, com um pai presente e carinhoso. Sendo o mais velho, Anthony foi o que passou mais tempo com o pai e se tornou o "homem da casa" precocemente, já que seu pai faleceu subitamente aos 38 anos de idade. Tendo uma visão da vida um pouco mais prática, Anthony não quer se apaixonar, e sim apenas encontrar a esposa ideal para cumprir o papel.E em 1814 (um ano após a temporada de Daphne) quem é a aposta de uma esposa ideal é Edwina, uma jovem linda e gentil de 17 anos.

A família de Edwina é composta de sua mãe e sua meia-irmã Kate. Apesar de ser um núcleo familiar pequeno, as três são bem próximas e realmente amam umas as outras. Kate tem quase 21 anos e junto com Edwina está fazendo a sua temporada um pouco mais tarde, por problemas financeiros que a família está passando. Kate não é uma moça feia, mas com uma irmã "deslumbrante" e desempenhando o papel de guardiã da irmã, acaba se colocando em segundo plano. Quando Kate percebe que Anthony, que em 1814 está com quase 30 anos e é um homem conhecido por suas façanhas com as mulheres está interessado em sua querida e inocente irmã, Kate fará de tudo para impedir.

Em "O Visconde que me amava" a autora mantêm algumas caraterísticas do primeiro livro que se destacam, como a elaboração de cenas engraçadas, a interação dos Bridgertons e o fato da mocinha ser um pouco mais independente e inteligente, o que resulta em discussões afiadas entre os protagonistas.

Alguns personagens secundários do primeiro livro retornam, ganhando um pouco mais de destaque e delineando um caminho que demonstra a possibilidade de se tornarem protagonistas em um dos livros futuros. 

Mais uma vez o início dos capítulos tem os comentários afiados da misteriosa Lady Whistledown e a presença constante e amorosa da matriarca desse bando, a Lady Violet Bridgerton. 

O leitor tem a possibilidade de espiar um pouquinho o casal do primeiro livro e presenciar a veia competitiva dos irmãos Bridgertons em um jogo que deveria ser descontraído.

Em relação à revisão, diagramação e layout mais uma vez a editora realizou um ótimo trabalho.

Uma leitura que mistura romance, risos e muita emoção. Diversão garantida para os fãs do gênero. 


" - Aquele homem tem mais cabelos que inteligência. Muito mais.
- Mas ele está ficando careca - disse ela, sem conseguir evitar.
Ele sorriu.
- Se isso não demonstrar meu ponto de vista, não sei o que o fará". (p. 49)

Resenha: "O Visconde Que Me Amava" - Familia Bridgerton - Livro 02 - Julia Quinn
Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580411973
Ano: 2013
Páginas: 304
Tradutor: Fernanda Abreu
Skoob: Clique aqui
Avaliação: 4/5

0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |