18 janeiro 2014

[Resenha] A Conspiração - Clive Cussler


Sinopse - Uma embarcação romana naufraga no século IV. Durante a Primeira Guerra Mundial, um navio inglês é destruído por uma bomba. Atualmente, no Oriente Médio, ícones da fé islâmica são bombardeados. E um misterioso pergaminho relacionado à vida particular de Jesus pode limitar o poder da Igreja Católica. Como eventos e fatos tão distantes podem ter alguma relação? O engenheiro naval Dirk Pitt (Diretor da NUMA – Agência Nacional Marítima e Subaquática) está acostumado a explorações subaquáticas — e a revelar mistérios indecifráveis — e parece ser a pessoa mais indicada para trazer a público o elo entre esses episódios tão incompatíveis. Mas a que custo? Uma aventura que mistura ficção e realidade em uma criação cheia de surpresas e mistério. Acompanhe o incansável herói Dirk Pitt em uma história em que arrepiantes artefatos religiosos, a CIA e o Mossad misturam-se às mais magníficas construções da arquitetura medieval.



A família Pitt é muito ocupada. A história gira em torno de três membros da família e suas descobertas. O pai, Dirk Pitt e seus dois filhos gêmeos Dirk Pitt Jr e Summer Pitt.

Dirk Pitt está investigando o destino de um navio naufragado e em paralelo Summer está analisando um navio da primeira guerra mundial e tentando descobrir qual foi a causa do seu naufrágio e Júnior está em uma expedição arqueológica investigando roubos. À primeira vista os três casos não tem ligação: são de épocas diferentes e geograficamente distantes. Bom, seria o caso se o livro não fosse escrito por Clive Cussler. De alguma forma ele conseguiu relacionar os três casos de modo minucioso. O livro descreve em detalhes essa relação e leva o leitor a uma trama que mistura política, religião, ação e muita aventura.

Como característica das obras do autor, temos um livro com muitos detalhes, que pode deixar alguns leitores com a impressão de que a obra se arrasta demais. Mas a verdade é que quando todas as peças são conectadas, a história se torna bem dinâmica e é possível observar a inteligência através da criação da trama.

A família Pitt é inteligente, investigativa, perspicaz. Parece um grupo de detetives capazes de solucionar os casos mais complexos. Todos possuem características peculiares e são extremamente cativantes, seja com sua inteligência, seu sarcasmo ou perspicácia.

O modo que o autor conecta todo o enredo é fantástico. É difícil entender como ele conseguiu criar uma história tão mirabolante, que parece não ter pé nem cabeça e finalizar com explicações lógicas e lineares.

Um livro para os fãs do gênero, que sem dúvida é uma leitura imperdível.

0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |