30 janeiro 2014

[Entrevista] Carol Rifka Brunt - Autora de "Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa"

A escritora norte-americana Carol Rifka Brunt, que terá seu livro "Diga  Aos Lobos Que Estou Em Casa" publicado por aqui pela editora Novo Conceito, concedeu uma entrevista muito legal para o Floreios e Borrões. Confiram! 






1-      Quem é Carol Rifka Brunt?

Ainda que Diga aos lobos que estou em casa seja meu primeiro romance, já escrevo há um bom tempo. Comecei a escrever pra valer depois que meu primeiro filho nasceu 17 anos atrás. Eu trabalhava com deficientes adultos há alguns anos, e podia finalmente ficar em casa para escrever, quando tive minha filha. Comecei escrevendo estórias curtas e, aos poucos, adquiri confiança para escrever uma estória de ficção maior. Na verdade, sou de Nova York, mas estudei Filosofia numa universidade escocesa e, hoje, vivo com minha família no interior da Inglaterra. Estou, aos poucos, trabalhando no meu segundo romance.

2-      Qual foi sua inspiração para escrever Diga aos lobos que estou em casa?

Diga aos lobos era na verdade uma estória bem curta sobre um tio, em seu leito de morte, que pintava a sobrinha no seu último quadro. Demorou um pouco para eu perceber que esse tio, na verdade, morria de AIDS. Depois que entendi isso, a estória cresceu. Tornou-se uma estória sobre segredos, ciúmes e amor.

3-      Conte-nos um pouco sobre a estória de Diga aos lobos que estou em casa.

A estória se passe em Nova York no final dos anos 80. A AIDS ainda era uma doença misteriosa e assustadora. Centenas, milhares, estavam morrendo e não havia uma informação sequer. Não creio que Diga aos lobos que estou em casa seja um livro sobre a AIDS, mas sobre o medo e a confusão naquele tempo, que são o pano de fundo para a estória.

4-      Quais são os personagens principais do livro? Quais são suas características marcantes?

O livro é narrado por June Elbusaos, de quatorze anos. Ela é tímida, deselegante e passa a maior parte do tempo em seu próprio mundo divagando. Seu melhor amigo é Finn, seu tio, prestes a morrer. Ele é um carismático e talentoso pintor que vive em Nova York. June tem uma irmã, Greta, que é sarcástica e muito cruel. June e Greta eram muito próximas, mas, ao crescerem, parecia que não poderiam mais se relacionar. E, por fim,Toby, um rapaz que amava June sem esta saber. Ele é irresponsável, engraçado e muito generoso. A estória começa com Toby à procura de June após a morte de Finn.

5-      Você tem algum personagem favorito? Qual?

Toby é, provavelmente, meu personagem favorito. Mas a má e rancorosa Greta foi a mais divertida de se escrever.

6-      Como se sente ao ver seu livro lançado internacionalmente? Está feliz em saber que ele foi publicado no Brasil pela Novo Conceito?

Estou tão entusiasmada em saber que Diga os lobos que estou em casa  será lançado no Brasil. Os direitos de tradução foram vendidos para 16 países até então, mas o Brasil foi um dos primeiros a adquiri-los. Quando eu o escrevia, nunca imaginei que teria leitores na América do Sul. É maravilhoso!

7-      Conhece o trabalho de algum escritor brasileiro?

Gostaria de dizer que sou muito íntima com o cenário literário brasileiro, mas tenho que admitir que o único autor brasileiro que li foi Paulo Coelho. Diga-me autores para eu procurar, e eu o farei. Gostaria muito de recomendações.

8-      Quais são suas expectativas em relação aos leitores brasileiros? Acha que seu livro será bem-vindo por aqui?

Acredito que Diga aos lobos que estou em casa é uma estória universal sobre o amor e a perda, então espero que os leitores brasileiros consigam fazer essa relação. Não sei como os brasileiros encaram a homossexualidade. Acredito que o livro influenciará a compreensão quanto a esse tema.

9-      Pensa em viajar ao Brasil?

Nunca estive no Brasil, mas se alguém quiser me comprar uma passagem aérea... Estarei lá!

10-   Por favor, deixe uma mensagem aos seus leitores brasileiros.


Desejo-lhes paz, amor e um ano cheio de livros fantásticos.



Tradução: André Melo de Oliveira
Revisão final: Jota Cabral. 

0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |