14 dezembro 2013

Por que Ler os Clássicos? - Coluna de Matheus Moraes



Ao receber o convite para a publicação de resenhas e artigos de opinião  acerca de obras clássicas, me encantei com a ideia, entretanto, me veio um grande receio, o medo de não  corresponder as expectativas de um público cada vez mais exigente e com tantas opções e diversidade encontrada nesse meio tão dinâmico: a internet. Como abordar sobre obras clássicas na dinamicidade que encontramos atualmente?

Para uma apresentação bem articulada de um tema tão importante e complexo vamos a origem etimológica do termo clássico, que por sua vez, vem do Latim CLASSICUS, (relativo às classes mais altas do povo romano), portanto, “superior”.  Daí, entendemos o porquê muitos brasileiros ainda tem certa resistência para obras consideradas clássicas, já que a maioria da população pertence a classe baixa, sem a cultura da leitura. O termo “Classicus” deriva de CLASSIS, (classe, exército, divisão). Originalmente designava (o povo de Roma que podia ser chamado às armas).  Não é qualquer pessoa que pertence a essa divisão, que pode ser chamado as armas, então ocorre uma seleção natural, o ato seletivo é de suma importância. Você como um leitor de livros clássicos, pertence a um exército que deve estar constantemente armado, e como posso fazer isso? (Você deve estar se perguntando).

A leitura em blogs, pode te auxiliar e muito e é essa a finalidade dessa coluna, trazer ao grande público uma nova percepção de obras clássicas, um auxílio na leitura que por muitas vezes estão tão afastadas do nosso cotidiano, estabelecer uma relação, uma ponte entre novos leitores que ainda não possuem o hábito ou uma grande interação com obras de níveis tão refinados. Elevarmos juntos o nosso nível cultural e sobre uma perspectiva comunista, estabelecer o direito ao conhecimento.

Espero que possamos nos deliciar e descobrir novos motivos para a leitura de obras clássicas, sem a imposição desesperadora de exames vestibulares ou classificações de notas em avaliações escolares, que por muitas vezes nos remetem a algumas leituras enfadonhas e dificilmente descontextualizadas com a nossa realidade. Seja bem-vindo aos clássicos!

Atenciosamente,

Matheus Moraes


0 comentários:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |