04 outubro 2013

Resenha: Corações Feridos – Louisa Reid


Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa.

Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa.
No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte...

Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?


****

“Corações Feridos” foi escrito por Louisa Reid e publicado por aqui pela editora Novo Conceito.

O livro conta a história das gêmeas Rebecca e Hephzibah. Elas vivem com seus pais, fanáticos religiosos que as fazem viverem num regime autoritário que o próprio pai criara para puni-las por tudo que julgava como errado.

Rebecca é portadora da síndrome de Treacher Collins e seus pais a chamam de monstro, dizendo que ela foi enviada pelo diabo para vida deles.

A história começa a ser contada a partir do funeral de Hephzibah e os capítulos são intercalados entre o ponto de vista dela, antes da morte, e da irmã, Rebecca.

Os personagens que a autora criou são muito marcantes e tocam o leitor com sofrimento e, também, com alegrias.

Uma das coisas que mais me chamou atenção foi a questão do fanatismo religioso. O Pai das garotas coloca a religião na frente de qualquer coisa. A mãe é uma mulher triste e sem opinião. Da pra perceber ao longo da história que ela tem muito medo do marido, aliás, isso é muito nítido, tanto nela quanto nas meninas.

Apesar de ser uma história triste, que vai te arrancar lágrimas, você também vai ter algum tipo de alegria, principalmente na questão de superação.

A capa é exatamente igual uma parte do livro, mostrando a Rebecca no túmulo de Hephzibah. Revisão, diagramação e layout são ótimos. Não encontrei erros no livro.

Uma história de dor e superação. Um livro que mostra que nem sempre seus problemas são maiores que os dos outros. Pessoas que vivem aparentemente bem podem esconder os mais terríveis segredos.

2 comentários:

  1. Oi Alef, tudo bem?
    Ainda não li esse livro. Não estou no clima para sofrer e chorar por enquanto rs
    parabéns pela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha!Sinceramente esse tipo de livro não faz a minha cabeça e não fez tb da minha companheira de blog,adorei a sua resenha.
    Até
    Se puder dar uma visitada no blog eu agradeço
    http://ladyweiss.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |