03 junho 2013

{Resenha} Liberta-me - por Tahereh Mafi


Título: Liberta-me 
Autor: Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
N° de Páginas: 448
Compre agora: Saraiva - Submarino - Americanas

Liberta-me é o segundo livro da trilogia de Tahereh Mafi. Se no primeiro, Estilhaça-me, importava garantir a sobrevivência e fugir das atrocidades do Restabelecimento, em Liberta-me é possível sentir toda a sensibilidade e tristeza que emanam do coração da heroína, Juliette. Abandonada à própria sorte, impossibilitada de tocar qualquer ser humano, Juliette vai procurar entender os movimentos de seu coração, a maneira como seus sentimentos se confundem e até onde ela pode realmente ir para ter o controle de sua própria vida. Uma metáfora para a vida de jovens de todas as idades que também enfrentam uma espécie de distopia moderna, em que dúvidas e medos caminham lado a lado com a esperança, o desejo e o amor. A bela escrita de Tahereh Mafi está de volta ainda mais vigorosa e extasiante.

“Liberta-me” é a tão esperada seqüência de "Estilhaça-me". Os livros fazem parte de uma trilogia distópica que terá seu desfecho publicado em 2014.

Esperei muito por esse livro e, é claro, quando ele chegou corri pra ler. Li em pouco tempo, mas não conseguia escrever uma resenha que fizesse jus ao que “Liberta-me” me transmitiu.

Juliette, a personagem central, deixa suas emoções mais visíveis nesse novo livro e passamos a entender e sofrer junto com ela. Entender no sentido de saber que ela é um perigo, de fato. Sofrer no sentido de ver que tudo é limitado para Juliette, ela não pode nem, ao menos, amar sem machucar Adam, seu namorado super fofo.

Adam, Juliette, James e Kenji agora estão na segurança do Ponto Ômega, um lugar escondido onde pessoas com poderes especiais treinam para um dia se rebelar contra O Restabelecimento.

Muitas descobertas sobre o dom de Juliette são feitas e isso pode acabar com tudo o que ela pensava que estaria dando certo em sua vida conturbada.  Warner, nosso queridíssimo antagonista, também abre mais seu coração e finalmente nós podemos entendê-lo e encontrar um outro lado de sua personalidade que foge muito do que nos acostumamos a ver. Fica mais nítido que todo o mal que Warner faz é fruto de uma infância traumatizada e cheia de cicatrizes deixadas pelo pai, um dos líderes supremos do Restabelecimento.

Outras descobertas bombásticas sobre o passado de Adam são reveladas e infelizmente o distanciamento de Juliette pode ser algo inevitável.

O amor é algo muito mais presente nessa obra, a descoberta de novos sentimentos que para muitos eram quase impossíveis de existir.

Resumindo, o livro é incrível, encontrei alguns erros, mas nada que tenha atrapalhado a leitura. A capa não foi bem o que eu esperava, imaginei que a NC fosse adaptar e deixar algo mais próximo das novas capas americanas. A diagramação é igual à de “Estilhaça-me e isso me deixou feliz pelo fato de não distanciar muito, diferenciando as fontes de título e, em alguns casos, a diagramação, como eu já vi acontecer em alguns casos.

Agora, só nos resta esperar para ler o final dessa trilogia que, para mim, é uma das melhores nesse tema até agora. Antes do lançamento de “Liberta-me” a NC liberou um e-book gratuito chamado “Destrua-me”, nele podemos acompanhar boa parte de “Estilhaça-me” contado pela visão de Warner. Para quem quiser ler clique aqui e faça o download gratuito.

Leia também a resenha de "Estilhaça-me" aqui.

Capa de "Estilhaça-me" e capa de "Destrua-me"

Dia 15/06 tem Clube Literatura Solidária mediado por mim, vamos falar sobre os livros de Taheheh Mafi.






6 comentários:

  1. Confesso que ainda não li o Liberta-me, porém imagino que deve ser revelador pois no Estilhaça-me a vida de Juliette é revelada aos poucos mas faltou alguns detalhes sobre outros personagens, eu adorei o livro e espero ter a chance de ler logo a continuação...
    Parabéns pela resenha Alef, está muito boa !!!

    ResponderExcluir
  2. ótima analise!Já estar na minha lista de livros novos.

    ResponderExcluir
  3. Essa resenha estar ótima :D Parabéns pelo blog, também!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tô participando de uma promoção e gostaria muito de ganhar, você pode por favor curtir essa foto? iria me ajudar mt :D beijo *-*fica com Deus.

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=464476463646553&set=o.164193567072494&type=1

    ResponderExcluir
  5. Ahhhh eu mal posso esperar para lê-lo!
    O meu chegou há um tempinho, mas ainda não chegou a vez dele, tô revezando com os livros de outra editora, mas Liberta-me é um dos próximos que lerei.
    Eu confesso que antes de ler Destrua-me, um possível triângulo amoroso me pareceria ridículo, mas acho que é isso que eu vou encontrar neste segundo livro da trilogia (embora você não tenha dito isso na resenha) e, apesar de ter simpatizado um pouco com Warner, ainda sou Team Adam! hahaha

    Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Amanda :)
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Eu li esse livro e no final pensei, pq eu li???
    Fiquei INDIGNADA por não ter o terceiro e ter q ficar terrivelmente ansiosa imaginando o próximo livro!!!
    Tenho uma relação de amor e ódio com o Warner, fiquei chocada com o final e as revelações sobre o Adam!! Um dos melhores livros q li esse ano!!!

    ResponderExcluir

Ficamos muito felizes quando você comenta e nos faz saber no que erramos e acertamos. Comente! Isso é muito importante.

 
| Floreios e Borrões | Copyright © 2014 | Código by Ipietoon | Design Marcelle Dantas |